Filha de Bin Laden deveria ser livre para abandonar Irã: Riad

RIAD (Reuters) - A Arábia Saudita instou neste sábado o Irã a permitir que a filha de Osama Bin Laden abandone o país se assim desejar. Iman Bin Laden e cinco irmãos tem sido retidos em Teerã desde a invasão liderada pelos Estados Unidos no Afeganistão, em 2001, segundo informou um jornal local no mês passado. Ela buscou refúgio na embaixada saudita em Teerã após escapar de sua prisão domiciliar.

Reuters |

Ela, de 17 anos, escapou no mês de novembro. O ministro das Relações Exteriores da Arábia Saudita, o príncipe Saud al-Faisal, disse em uma coletiva de imprensa que as jovem deveria ser autorizada a deixar o Irã.

As relações entre Arábia Saudita e Irã são marcadas por rivalidade e mútua desconfiança, sobretudo devido às tensões sectárias na região entre xiitas e sunitas e pelos planos nucleares de Teerã.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG