Nova York, 4 nov (EFE) - O governador de Nova Jersey, o democrata Jon Corzine, teve que esperar mais de uma hora e meia para votar nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, devido às longas filas que se formaram nos colégios eleitorais.

Corzine, que votou na cidade de Hoboken (Nova Jersey), "teve que esperar mais de uma hora e meia" para depositar seu voto na urna, disse à Agência Efe um porta-voz do governador, que, como qualquer outro cidadão, aguardou pacientemente sua vez na fila, lendo um jornal.

O governador "não quis passar na frente das outras pessoas que já estavam na fila", disse o porta-voz.

Em Nova Jersey, assim como em outros estados do país, muitos americanos estão tendo que esperar em longas filas para conseguir votar, seja por causa da alta participação dos eleitores ou porque, em algumas seções, as máquinas de votação registraram problemas.

Segundo a imprensa americana, em todo o país, muitos eleitores madrugaram para chegar cedo aos colégios eleitorais e estar entre os primeiros a votar a favor do democrata Barack Obama ou do republicano John McCain, os dois principais candidatos à Casa Branca.

Além disso, muitos americanos decidiram votar antes de ir para o trabalho.

Por conta da atual crise financeira e do desejo coletivo de mudança, a expectativa é que nesta eleição a participação dos eleitores seja maior que em pleitos passados. EFE emm/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.