Para centenas de pessoas que vão ao torneio de tênis de Wimbledon, a maratona começa bem antes da abertura dos portões do complexo, às 10h30 no horário local (6h30, horário de Brasília). Uma destas pessoas é a aposentada Rita Spicer, que, juntamente com duas amigas, chegou ao estacionamento ao lado do complexo de quadras 24 horas antes para garantir o primeiro lugar da fila no segundo dia de competição.

"Faço isso há 26 anos. É como uma reunião, nos encontramos aqui todos os anos", disse Rita.

Rita e muitos outros fanáticos por tênis enfrentaram uma noite mal-dormida em barracas para serem acordados por volta das 06h00 da manhã por um grupo de funcionários do torneio, formado em sua maioria por senhores de meia-idade, os chamados "Honorary Stewards" (organizadores honorários).

Todos recebem um cartão com uma senha para não perder seu lugar na fila ao irem ao banheiro ou saírem para comprar um lanche.

Quem chegou no dia anterior costuma ser premiado com a chance de comprar ingressos para a quadra principal e as quadras de número 1 e 2, onde são realizados os jogos mais importantes do campeonato.

Nos dois primeiros dias de jogos, os preços para um assento em uma destas quadras variavam entre o equivalente a R$ 92 e R$ 120. Conforme o torneio vai avançando, os preços vão aumentando.

Alguns preferem não acampar durante a noite e apostar na sorte, como foi o caso do estudante brasileiro Renato Villalba, que chegou às 06h00 da manhã.

"Eu tenho esperança de ver, mas nem é isso o que eu quero realmente. Quero mais é entrar e ter essa experiência maravilhosa e tirar muitas fotos para mostrar para o meu pai."
Assim como Renato, muitas pessoas pareciam satisfeitas apenas em estar presentes em um dos torneios mais badalados do mundo.

Comendo o tradicional pote de morangos com creme, assistindo a alguma estrela se aquecendo antes dos jogos ou tomando sol no gramado, todos que ficaram de fora das quadras principais acabam encontrando uma forma de aproveitar o dia.

O torneio de Wimbledon segue até o dia 6 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.