Fiji anula eleições de 2009 apesar de compromisso com UE

Sydney (Austrália), 18 jul (EFE).- O atual primeiro-ministro de Fiji, Frank Bainimarama, que também exerce o cargo de chefe das Forças Armadas, anunciou hoje que não ocorrerão eleições em 2009 apesar do compromisso adquirido com a União Européia (UE).

EFE |

"Não haverá eleições no ano que vem", asseverou Bainimarama em declarações à "Rádio Fiji", e disse que a data mais provável para convocar o pleito é 2010, que antes era considerada a mais provável.

O dirigente fijiano explicou que nos próximos oito meses o atual Governo não terá tempo suficiente para realizar as reformas no sistema eleitoral que garantam eleições "livres e justas". EFE mg/bm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG