Fiéis são retirados do santuário de Lourdes por ameaça de bomba

Delegacia recebeu aviso de que quatro bombas explodiriam no local durante comemoração do dia da Assunção de Nossa Senhora

EFE |

Cerca de 30 mil fiéis foram retirados neste domingo do santuário mariano de Lourdes, nos Pirineus franceses, devido a uma ameaça de bomba.

Uma delegacia recebeu um aviso de que quatro bombas explodiriam no santuário às 15h no horário local (10h de Brasília), conforme a imprensa. Os responsáveis pelo santuário detalharam que, apesar da necessidade da evacuação, a saída dos peregrinos ocorreu de forma ordeira. O templo celebrava neste domingo o dia da Assunção de Nossa Senhora.

Enquanto isso, as forças de segurança vasculham o local à procura dos explosivos. As duas missas da Assunção já haviam se encerrado quando teve início a retirada dos fiéis. A data é a que reúne mais peregrinos ao santuário. O papa Bento XVI visitou o santuário mariano de Nossa Senhora de Lourdes em setembro de 2008 para comemorar os 150 anos das supostas aparições de Nossa Senhora à menina Bernadette Soubirous.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG