Fidel elogia Obama mas se declara neutro sobre eleição nos EUA

HAVANA (Reuters) - Fidel Castro elogiou nesta terça-feira o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, dizendo que ele é mais inteligente do que o velho John McCain, candidato republicano. No entanto, o ex-líder de Cuba disse que é oficialmente neutro nas eleições norte-americanas. Fidel, de 82 anos, escreveu numa coluna publicada pela mídia estatal que os candidatos não estão preocupados com os problemas mais graves do mundo, e que os dois senadores fizeram uma campanha que ruma para o que ele chamou de império parasítico e saqueador.

Reuters |

Segundo o texto de Fidel, Obama é "sem dúvida, mais inteligente, culto e calmo do que o adversário republicano". McCain, disse ele, é "velho, belicoso, inculto, não muito inteligente e com a saúde frágil".

Citando uma carta que teria escrito para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Fidel disse que, se McCain ganhar, "o perigo da guerra aumenta".

"Quando esta opinião (for publicada), ninguém terá tempo para dizer que eu escrevi algo que poderia ser usado por um dos candidatos em favor de sua campanha", escreveu Fidel. "Eu tenho que ser, e tenho sido, neutro nessa disputa eleitoral", acrescentou.

Fidel Castro também afirmou que os Estados Unidos, que impuseram um embargo comercial contra Cuba há 46 anos, têm uma longa história de racismo e que a escolha do Partido Democrata por Obama como candidato à Presidência surpreendeu muitos porque ele é negro.

Ele alertou que Obama "vai correr riscos crescentes em um país onde um extremista pode adquirir uma arma sofisticada e moderna em qualquer esquina".

O ex-líder da ilha não é visto em público desde quando foi submetido a uma cirurgia no intestino, em julho de 2006, mas mantém sua alta importância pública à medida que publica colunas na mídia estatal.

(Reportagem de Jeff Franks)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG