Fidel Castro felicita os cubanos pelos 50 anos da Revolução

O líder cubano Fidel Castro felicitou o heroico povo pelo 50º aniversário da Revolução que o levou ao poder, em mensagem publicada nesta quinta-feira na capa do jornal oficial Granma.

Redação com agências internacionais |


Clique para ver o gráfico sobre a Revolução Cubana

Fidel, com 82 anos, está afastado do poder desde julho de 2006 por uma crise de saúde.

O diário publicou também uma fotografia em branco e preto de Fidel Castro anunciando há quase meio século a queda do governo do ditador Fulgêncio Batista, em uma praça em Santiago de Cuba.

Junto a ele aparece seu irmão Raúl Castro, hoje um general de 77 anos, que o substituiu no início de 2008 na presidência com a promessa de preservar o socialismo e melhorar a baixa qualidade de vida dos cubanos.

Os 50 anos da revolução serão celebrados hoje com um ato em Santiago de Cuba (900 km a sudeste de Havana), com um discurso de seu irmão Raúl Castro, que o substituiu na presidência em fevereiro passado.

"O povo de Cuba se sente orgulhoso de si mesmo, se sente seguro de si mesmo, está orgulhoso de sua revolução", disse Raúl em uma entrevista divulgada na noite de quarta-feira pela televisão estatal.

Desde 26 de julho de 2006, quando foi visto pela última vez em público, Fidel vem se mantendo presente na vida política através de fotos, vídeos e principalmente artigos de jornais.

China e Rússia parabenizam Cuba

As mensagens enviadas pelos presidentes de China e Rússia, Hu Jintao e Dimitri Medvedev, ao líder cubano, Fidel Castro, em comemoração aos 50 anos da Revolução, também foram publicadas nesta quinta-feira pelo jornal oficial Granma.

"Quero ratificar que o Partido, o Governo e o povo chineses continuarão oferecendo seu firme apoio à causa socialista de Cuba", disse Hu em seu texto.

A China, o segundo sócio comercial de Cuba, está disposta a "aprofundar sua cooperação amistosa de benefício mútuo e elevar as relações amistosas entre ambos Partidos e países a um novo nível de desenvolvimento", acrescentou o presidente, que visitou a ilha em novembro.

Por sua vez, Medvedev, que também visitou Cuba em novembro, afirmou estar "convencido de que a colaboração entre Rússia e Cuba está ganhando novo dinamismo e continuará se desenvolvendo com sucesso".

Leia também

Opinião

Leia mais sobre Revolução Cubana

    Leia tudo sobre: revolução cubana

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG