O líder cubano Fidel Castro exigiu do presidente Barack Obama o fim do embargo contra Cuba, na primeira reação de Havana depois da Cúpula das Américas, na qual o governante americano pediu gestos à ilha comunista para avançar a um diálogo.

Fidel lamentou que Obama tenha sido "evasivo e áspero" ao ser questionado sobre o fim do embargo em uma entrevista coletiva ao fim da Cúpula, segundo um artigo publicado no site oficial Cubadebate.

"Desejo recordá-lo um princípio ético elementar relacionado a Cuba: qualquer injustiça, qualquer crime, em qualquer época, não tem desculpa alguma para perdurar. O cruel bloqueio contra o povo cubano custa vidas, custa sofrimentos", destacou.

mis/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.