Fidel Castro completa 82 anos amanhã e é homenageado em Cuba

Antonio Martínez Havana, 12 ago (EFE) - O líder cubano Fidel Castro comemora nesta quarta-feira 82 anos, o terceiro desde que foi levado à sala de cirurgia, em julho de 2006, devido a uma doença intestinal que o impede de aparecer em público e o mantém afastado do poder. A imprensa oficial lembra há dias a data - o jornal Tribuna de La Habana dedicou a manchete de domingo ao tema -, as Forças Armadas realizaram no sábado uma homenagem ao líder e a Federação das Mulheres Cubanas programou, por ocasião da celebração, jornadas de trabalho voluntário na agricultura. Embora tenha deixado a Presidência e a Chefia Militar para seu irmão Raúl Castro, de 77 anos, ele continua sendo o líder indiscutível da Revolução de 1959, que completará 50 anos em 1º de janeiro, e mantém uma grande influência sobre o Governo e os 11 milhões de cubanos. Várias versões diferentes circulam na maior ilha das Antilhas sobre a magnitude e o alcance dessa influência, desde as que asseguram que o atual presidente não mexe um dedo sem a permissão do líder até as que afirmam que Fidel já está totalmente afastado do poder. Raúl, que por décadas foi primeiro vice-presidente e ministro das Forças Armadas, reitera que Fidel ainda é o líder e que o consulta sobre decisões e discursos. A cessão de poderes foi realizada em etapas: o general Raúl assumiu a Chefia do Estado primeiro como interino, em 31 de julho de 2006, e, depois, como titular, em 24 de fevereiro passado, quando foi el...

EFE |

EFE am/fh/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG