Reflexões - Mundo - iG" /

Fidel ataca Bush e Cheney em suas Reflexões

Havana, 3 set (EFE).- O líder cubano Fidel Castro atacou novamente hoje o ex-presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, e seu então vice-presidente, Dick Cheney, nove meses depois de ambos deixarem a Casa Branca.

Em sua coluna "Reflexões" - sem mencionar o atual presidente americano, Barack Obama -, Fidel acusa Bush de "usurpar o poder", arrastar os Estados Unidos à guerra, de não assinar o Protocolo de Kioto, e, ainda, permitir torturas e prisões secretas.

"As notícias dos Estados Unidos em algumas ocasiões me causam indignação e às vezes repugnância", afirmou o ex-presidente de 83 anos, que não aparece em público desde julho de 2006 por razões de saúde.

Fidel atribui a Bush - principal alvo de seus ataques durante anos - a responsabilidade pela mudança climática, com o qual relaciona o acidente do avião da Air France que fazia o voo Rio-Paris que se desintegrou meses atrás sobre o Atlântico.

"Mantive meu ponto de vista sobre a responsabilidade que recai sobre Bush em encontro recente com o cineasta americano Oliver Stone, ao comentar seu filme 'W' (sobre o presidente George W.

Bush)", disse o político, em sua coluna na imprensa oficial.

Fidel afirmou que a "pérfida política" de apoiar a tortura não só denuncia Cheney, mas o coloca como "prova do abismo moral a que chegou o capitalismo desenvolvido". EFE am/dm-an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG