virgindade - Mundo - iG" /

Fidel afirma que política de Obama para Cuba perde a virgindade

O líder cubano Fidel Castro afirmou que a política do presidente Barack Obama para Cuba está perdendo a virgindade quando ele demonstra que seu verdadeiro interesse são cubano-americanos que votam e não os habitantes da ilha.

AFP |

"O chefe de gabinete da Casa Branca, Rahm Emanuel (...) disse aos jornalistas que o que interessa ao presidente Obama é a comunidade cubano-americana", afirma Fidel em um artigo curto publicado no site Cubadebate.

Fidel Castro, 82 anos, afastado há mais de dois anos do poder por uma crise de saúde, acrescenta: "Assim, mais cedo que tarde, vai perdendo a virgindade a política de Obama, pois os quase 12 milhões de cubanos que habitam a ilha não o interessam".

O texto prossegue com a recordação de que ao ser questionado pela imprensa sobre qual era o candidato de Obama em Cuba, Emanuel, "o homem mais próximo do presidente, não quis se aprofundar no tema".

"'Creio que quanto menos se diga sobre Cuba, melhor'", disse.

Fidel afirma que Emanuel garantiu que seriam autorizadas as viagens e o envio de remessas dos cubano-americanos à ilha, mas "do direito a viajar dos cidadãos americanos, nem o mencionou".

"Tampouco mereceram qualquer referência a Lei de Ajuste Cubano, nem o embargo", completou, a respeito da norma que concede residência automática aos cubanos que consigam chegar por qualquer meio aos Estados Unidos, o que Havana denuncia como estímulo à emigração ilegal.

Leia mais sobre Obama - Fidel Castro

    Leia tudo sobre: fidel castroobama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG