Fidel afirma que libertação de presos só acontecerá em troca por agentes cubanos

O líder cubano Fidel Castro explicou que uma libertação de opositores detidos só acontecerá no caso de liberação de cinco agentes de Cuba condenados nos Estados Unidos por espionagem, e destacou que o presidente Barack Obama interpretou de modo errado irmão declarações do irmão Raúl.

AFP |

Em um artigo publicado no site oficial Cubadebate, Fidel afirma que quando o presidente Raúl Castro afirmou na semana passada "que está disposto a discutir qualquer tema com o o presidente dos Estados Unidos, expressa que não teme abordar qualquer tipo de assunto".

"É uma mostra de valentia e confiança nos princípios da Revolução", completa.

"Ninguém deve se espantar de que Raúl fale de indultar opositores condenados em março de 2003 - 75 - e de enviá-los aos Estados Unidos, caso sejam liberados os cinco agentes, que Cuba considera lutadores contra o terrorismo".

O líder comunista afirma ainda que o presidente Obama "interpretou mal" a declaração de quinta-feira passada de Raúl Castro, que disse estar disposto a discutir com Washington "tudo", inclusive presos políticos e direitos humanos.

mis/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG