Fidel afirma que futuro de Cuba depende de referendo na Venezuela

HAVANA - O ex-presidente cubano Fidel Castro afirma que o futuro da ilha e dos povos de nossa América dependerá muito da vitória do líder da Venezuela, Hugo Chávez, no referendo constitucional de domingo.

EFE |

"Nosso futuro é inseparável do que ocorrer no próximo domingo", afirmou Fidel em artigo publicado hoje na imprensa oficial cubana, no qual faz referência à consulta sobre a emenda constitucional para a reeleição ilimitada na Venezuela.

O líder cubano destaca que no plebiscito "não existe outra opção que a vitória", e afirma que "o destino dos povos de 'nossa América' dependerá muito dessa vitória e será um feito que influirá no resto do planeta".

A expressão "nossa América" faz parte da denominação da Alternativa Bolivariana para as Américas (Alba), iniciativa de integração impulsionada por Chávez e à qual, além de Cuba e Venezuela, pertencem Bolívia, Nicarágua, Dominica e Honduras.

Fidel lembra o incidente ocorrido em uma cúpula em Monterrey, norte do México, em 2002, onde o então presidente mexicano, Vicente Fox - ao qual chama de "vil traidor à história de seu abnegado e combativo povo"-, pediu que deixasse a reunião para evitar problemas com o líder americano George W. Bush.

Segundo o ex-líder cubano, antes de partir, Chávez o visitou "com urgência e indignado", e perguntou quanto petróleo Cuba precisava para vencer o embargo que os Estados Unidos mantêm contra a ilha.

"Não é fácil de lembrar através da bruma da emoção quais foram minhas palavras exatas de resposta. Sem dúvida de que me neguei a aceitar", diz o líder cubano.

    Leia tudo sobre: referendo na venezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG