Ficar parado diante da TV aumenta risco de morte

Um estudo divulgado nesta terça-feira afirma que a cada hora parado diante da TV o indivíduo aumenta em 11% suas possibilidades de uma morte prematura, e em 18% as chances de falecer por doença cardiovascular.

AFP |

A pesquisa, realizada na Austrália e publicada no Journal of the American Heart Association, analisou 8 mil pessoas entre 2000 e 2006, e concluiu que hábitos sedentários como se sentar em um sofá e ver TV têm efeitos negativos sobre o açúcar e a gordura no sangue.

Não importa se é um obeso, uma pessoa com sobrepeso ou alguém em boa forma, passar uma hora diária diante da TV aumenta em 11% o risco de uma morte prematura, em 9% o risco de câncer e em 18% o risco de óbito por doença cardiovascular, afirma a pesquisa.

As pessoas que assistem TV diariamente por quatro horas têm 46% mais risco de morte, por qualquer causa, e 80% mais risco de óbito por doença cardiovascular.

"O corpo humano foi desenhado para o movimento e não para ficar sentado por longos períodos", afirma David Dunstan, do Heart and Diabetes Institute de Victoria, Austrália, principal autor do estudo.

Em média, as pessoas assistem TV por cerca de três horas diárias na Grã-Bretanha e na Austrália, e por 4,5 horas nos Estados Unidos.

vmt/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG