FHC afirma que guerra contra o narcotráfico fracassou

Londres, 6 set (EFE).- O ex-presidente do Brasil Fernando Henrique Cardoso afirma que a guerra contra o narcotráfico fracassou e que é necessário uma mudança global de estratégia que inclua uma descriminalização do uso de drogas como a maconha.

EFE |

Em artigo publicado pela revista "The Observer", FHC argumenta que o enfoque de "linha dura" no combate contra as drogas teve consequências "desastrosas" para a América Latina e não mudou a condição da região nas últimas décadas como o maior exportador de maconha e de cocaína do mundo.

"Isto continua sendo assim, após décadas de operações aéreas, proibições, fumigações e ataques contra as fábricas de droga na selva", escreve o ex-presidente brasileiro.

Além disso, a região "está produzindo cada vez mais ópio e heroína e está desenvolvendo a capacidade de produzir em grande escala drogas sintéticas", por isso que considera que "continuar a guerra contra o narcotráfico com mais do mesmo é ridículo".

Fernando Henrique destaca que Argentina, México, Colômbia, Bolívia e Equador já tomaram medidas tendentes a liberalizar as leis que penalizam o consumo de drogas e que a mudança é "iminente" no Brasil.

O ex-presidente propõe uma estratégia que "estenda a mão, de maneira paciente e persistente, aos consumidores e não continuar com a guerra equivocada e contraproducente que faz dos consumidores, em vez dos chefes do tráfico, as principais vítimas".

Leia mais sobre: tráfico de drogas

    Leia tudo sobre: drogaspresidentetráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG