Festival de documentários da América do Norte homenageia América do Sul

Toronto (Canadá), 23 mar (EFE).- O maior festival de documentários da América do Norte, Hot Docs, incluirá um programa especial dedicado aos filmes sul-americanos em sua próxima edição, que será realizada de 29 de abril a 9 de maio.

EFE |

Os programadores de Hot Docs selecionaram neste ano para o programa "Made in South América" ("Feito na América do Sul") 12 documentários do Brasil, Argentina, Chile e Colômbia. Dez são longas-metragens e dois são curtas.

O diretor de programação de Hot Docs, Sean Farnel, explicou hoje à Agência Efe que a atenção que o festival presta aos documentários da América do Sul tem o objetivo de remediar a pouca presença dos trabalhos feitos nesta região.

"Os filmes da América do Sul estiveram pouco representados no festival e queríamos corrigir essa distorção. Queríamos conhecer um pouco melhor o panorama cinematográfico. E descobrimos muitos cineastas fazendo coisas interessantes na área dos direitos humanos, política, mas também em cultura popular".

Os filmes brasileiros escolhidos são: "B1", "Geral", "Beyond Ipanema" e "Cidadão Boilesen".

Ao todo, Hot Docs projetará em sua 17ª edição 166 filmes (dos mais de 2 mil apresentados para seleção) de 41 países. EFE jcr/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG