Tamanho do texto

Assunção, 6 mai (EFE).- O presidente eleito do Paraguai, Fernando Lugo, afirmou hoje que o referendo autônomo realizado no domingo passado no departamento boliviano de Santa Cruz não tem nenhuma vinculação com os princípios constitucionais do país vizinho.

A consulta, aprovada com o apoio de mais de 80% dos eleitores, mas considerada separatista pelo Governo de La Paz, "não tem nenhuma vinculação com os princípios constitucionais da Bolívia", disse Lugo a jornalistas.

Acrescentou que "qualquer um pode fazer um plebiscito" e que, no futuro, serão vistos "seus resultados e a conotação que pode ter" na Bolívia e na região.

"Posso fazer (um referendo) aqui em Assunção, em La Chacarita (bairro da capital), em Ciudad del Este ou em San Pedro (a região mais pobre do país)", disse Lugo. EFE lb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.