Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Fernández assume pasta de Economia da Argentina

Carlos Fernández assumiu na noite desta sexta-feira o Ministério argentino da Economia, durante um breve ato na Casa Rosada presenciado por todo o gabinete da presidente Cristina Kirchner.

AFP |

"É um desafio, vou continuar trabalhando para que as coisas sigam bem", disse Fernández à imprensa antes de sair do Salão Branco da Casa Rosada, após assumir o cargo que pertencia a Martín Lousteau, que renunciou na véspera.

Fernández, de 54 anos, especialista em finanças públicas, entrou em cena devido à primeira crise ministerial, que levou à renúncia de Lousteau, que pretendia colocar em prática um plano antiinflacionário envolvendo a contenção de gastos e a moderação do consumo.

A inflação real na Argentina atinge entre 20% e 30% ao ano, de acordo com as consultorias privadas e entidades de defesa do consumidor, embora o órgão estatal Indec afirme que a inflação é de menos de 10% ao ano.

Com a designação de Fernández, o governo reafirmou sua política de estimular a expansão econômica, que é de 9% em média desde que Néstor Kirchner assumiu o poder, e enfrentar com firmeza a revolta dos agricultores, que ameaçam com uma nova greve.

Vários dirigentes agrícolas que negociam com o governo compareceram à posse de Fernández.

O novo ministro foi secretário de Economia da província de Buenos Aires em 2007 e, há um mês, assumiu a direção da Afip, a Receita Federal argentina.

lt/LR/tt

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG