Ferido, presidente do Senado haitiano é levado para R.Dominicana

Santo Domingo, 13 jan (EFE).- O presidente do Senado do Haiti, Kelly Bastien, foi levado ao Hospital Metropolitano de Santiago, no norte da República Dominicana, após ficar ferido no terremoto desta terça-feira.

EFE |

Bastien chegou ao hospital nas primeiras horas da tarde e, até o momento, as autoridades do centro não informaram sobre seu estado de saúde.

Segundo disse hoje à Agência Efe o ministro dos haitianos residentes no exterior, Edwin Paraisson, o presidente do Senado ficou gravemente ferido.

Bastien estava dentro do Senado junto com vários legisladores no momento do tremor. Outros parlamentares ficaram feridos e pode haver vítimas fatais, o que ainda não foi confirmado, acrescentou Paraisson.

O terremoto aconteceu às 19h53 (Brasília) de terça-feira e teve epicentro a 15 quilômetros de Porto Príncipe. O primeiro-ministro do país, Jean Max Bellerive, cifrou hoje em "centenas de milhares" o número de mortos.

O Exército brasileiro confirmou que pelo menos 11 militares do país que participam da Missão de Estabilização das Nações Unidas no Haiti (Minustah) morreram em consequência do terremoto.

A brasileira Zilda Arns, fundadora e coordenadora da Pastoral da Criança, ligada à Igreja Católica, também morreu no tremor. EFE mf/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG