Federação pede fim da proibição a jornalistas durante eleições afegãs

Bruxelas, 20 ago (EFE).- A Federação Internacional de Jornalistas (IFJ, em inglês) pediu que as autoridades afegãs coloquem fim à proibição de informar sobre atos violentos durante as eleições que foram realizadas hoje no país.

EFE |

A proibição buscava evitar que a divulgação de atos violentos pudesse reduzir a participação nas eleições presidenciais e provinciais.

A IFJ indicou que recebeu hoje vários relatórios sobre incidentes violentos em diversas partes do país e vários casos de intimidação a jornalistas.

"A proibição é um erro e só incitou os extremistas a aumentar seus ataques", disse o secretário-geral da IFJ, Aidan White.

"O mundo deve saber o que está acontecendo nas ruas de Cabul", disse White, em comunicado, no qual afirmou que "a proibição de informar só alimenta a ignorância, as especulações e o medo". EFE rcf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG