Federação de jornalistas investigará ataques de Israel à imprensa em Gaza

Bruxelas, 15 jan (EFE).- A Federação Internacional de Jornalistas (IFJ) iniciará uma investigação sobre as violações dos direitos dos jornalistas em Gaza por parte de Israel, que, hoje, atacou vários veículos de comunicação.

EFE |

O secretário-geral do organismo, Aidan White, denunciou o caso e lembrou as contínuas tentativas de Israel de controlar e dirigir a imprensa.

A Federação defendeu uma investigação profunda sobre os fatos, particularmente sobre o uso de força militar contra a imprensa, "que constitui uma séria violação do direito internacional e da resolução 1738 do Conselho de Segurança da ONU, que protege os profissionais da comunicação em regiões em conflito", destacou.

A IFJ informou que, até agora, recebeu muitas denúncias sobre a situação dos jornalistas, tanto locais como internacionais, na Faixa de Gaza, e destacou que, desde o começo da ofensiva israelense, há 20 dias, cinco repórteres já morreram.

Hoje, pelo menos dois jornalistas palestinos ficaram feridos em um bombardeio contra um complexo de imprensa em Gaza que abrigava veículos de comunicação de vários paises.

"Este último ataque é uma prova irrefutável de que Israel tem uma estratégia clara de intimidação", destacou White. EFE mrn/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG