Fed e Tesouro pedem mais poderes para liquidar firmas

Washington, 24 mar (EFE).- O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, e o secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Timothy Geithner, pediram hoje que o Congresso lhes conceda mais atribuições para a intervenção e liquidação de empresas financeiras fracassadas.

EFE |

Em um comparecimento perante o Comitê de Finanças da Câmara de Representantes (Câmara Baixa), os dois funcionários explicaram as circunstâncias da intervenção governamental, em setembro do ano passado, na firma seguradora American International Group (AIG).

O Congresso repercutiu uma controvérsia nacional devido ao pagamento de cerca de US$ 165 milhões em gratificações para executivos da AIG, depois que a firma recebeu US$ 182,5 bilhões do Governo para impedir seu colapso.

"Como vimos com a AIG, as tribulações de instituições financeiras grandes, interconectadas e sem depósitos podem criar riscos sistêmicos como os bancos em problemas", disse Geithner.

Bernanke disse que a "AIG destaca a necessidade urgente de novos procedimentos para a resolução de casos assim".

Os dois pediram que os legisladores aprovem novas regulamentações que limitem os riscos assumidos pelas firmas e que podem colocar em risco todo o sistema financeiro.

Os dois expressaram seu repúdio e insatisfação por causa das bonificações pagas aos executivos da divisão de produtos financeiros da AIG, que foi a que levou à beira do colapso a maior firma de seguros dos EUA.

A Câmara de Representantes já aprovou uma lei que cria um imposto oneroso sobre as bonificações oferecidas a executivos de firmas que recebam mais de US$ 5 bilhões em ajuda governamental. EFE jab/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG