Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com o fechamento de 34 rádios na Venezuela, o que representa um ataque à liberdade de expressão, informou nesta segunda-feira um funcionário do departamento de Estado, que pediu para não ser identificado.

"Estamos profundamente preocupados com o fechamento destas emissoras de rádio por parte do governo venezuelano", declarou o funcionário.

"Acompanhamos isto", destacou o funcionário, lembrando a posição da secretária de Estado, Hillary Clinton, "categórica sobre nosso apoio à liberdade de expressão nas Américas".

No dia 12 de junho passado, os Estados Unidos conclamaram a Venezuela e outros países da região a acabar com os atos de intimidação envolvendo os meios de comunicação, a apoiar uma imprensa livre e a implementar os princípios da Cláusula Democrática, adotada pela OEA em 2001 e que estabelece "a importância do respeito da liberdade de imprensa".

cha/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.