FBI realiza buscas em relação a ataque de NY

Casas são revistadas e três pessoas ficam sob custódia no noroeste dos EUA em relação ao ataque frustrado em Times Square

iG São Paulo |

AP
Faisal Shahzad foi indiciado pela tentativa de ataque em Times Square
Autoridades federais dos EUA vasculharam nesta quinta-feira vários casas no noroeste do país e levaram três pessoas sob custódia como parte da investigação sobre o ataque frustrado de 1.º de maio na Times Square, Nova York , que funcionários do governo americano afirmaram ter tido o auxílio e a condução do Taleban paquistanês , de acordo com funcionários do FBI em Boston e com o porta-voz do Departamento de Justiça em Washington.

Segundo comunicado divulgado, as ações "não têm relação com nenhuma ameaça imediata conhecida ou com alguma conspiração em andamento nos EUA" e foram realizadas com base em evidências reunidas na investigação lançada logo após a tentativa de ataque.

“Podemos confirmar que mandados de busca foram executados em vários locais no noroeste", disse o comunicado, divulgado pelo escritório de Warren Bamford, o agente especial encarregado do Escritório do FBI em Boston.

Dean Boyd, um porta-voz do Departamento de Justiça, disse que duas pessoas foram encontradas pelos agentes durante a execução dos mandados e estão sob custódia por violação das normas de imigração. Uma fonte policial disse à Associated Press que dois dos homens presos estavam em uma casa perto de Boston, em Massachusetts, e eram do Paquistão.

Os agentes realizaram buscas na área de Boston, em Watertown e Brookline, e em pelo menos um local na área de Nova York, em Long Island. Mas na manhã desta quinta-feira ainda não se sabiam muitos detalhes das buscas, incluindo quantos mandados foram executados, o local de qualquer inspeção adicional e qual era o tipo exato de evidência que as autoridades federais buscavam.

Faisal Shahzad, um cidadão nascido no Paquistão e naturalizado americano, foi indiciado por terrorismo e por tentar usar uma arma de destruição em massa por causa do ataque frustrado com um carro-bomba na Times Square.

Segundo as autoridades americanas, admitiu ter levado o utilitário esportivo da Nissan usado para carregar a bomba feita de combustível e fogos de artifício para a Times Square num momento em que a região, conhecida por suas lojas e teatros, estava lotada de pessoas numa noite quente de sábado. Ele também teria admitido ter sido treinado no Paquistão .

O procurador-geral dos Estados Unidos disse em 9 de maio ter provas de que o braço paquistanês do grupo extremista islâmico Taleban esteve por trás da tentativa de atentado em Times Square. Holder disse que o Taleban teria ajudado no plano e "provavelmente auxiliado no financiamento".

*Com New York Times, AFP e BBC

    Leia tudo sobre: Ataque frustradoTimes SquarePaquistãoEUAterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG