erra ao usar rosto de deputado espanhol em imagem de Bin Laden - Mundo - iG" /

FBI erra ao usar rosto de deputado espanhol em imagem de Bin Laden

Madri, 20 jan (EFE).- A utilização do rosto de um deputado espanhol para recriar uma imagem do líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, foi um erro humano sem motivação política, disse hoje o embaixador dos Estados Unidos para a Espanha, Alan Solomont.

EFE |

O FBI divulgou recentemente fotografias de Bin Laden "aprimoradas digitalmente", nas quais o terrorista aparecia mais envelhecido e em uma das quais se utilizou a parte superior do rosto de Gaspar Llamazares, deputado espanhol da coalizão Esquerda Unida, admitiu a Polícia federal americana.

"É um erro, um erro desgraçado da autoria de um artista gráfico do FBI. Não houve nenhuma questão subjacente em todo esse assunto, nenhuma motivação política. Foi um erro humano e continuamos tentando entender como aconteceu para que nunca mais ocorra", explicou o embaixador.

Em declarações à "Rádio Nacional da Espanha", Solomont afirmou que estão sendo investigadas as razões pelas quais o FBI usou a imagem do político espanhol e que o Governo dos EUA levou "muito a sério" este assunto.

Llamazares manifestou ontem sua suspeita de que o FBI não usou por acaso sua imagem para atualizar a imagem de Bin Laden.

O deputado opinou que esta ação é fruto do "preconceito" ou, inclusive, do "sectarismo ideológico", reivindicou uma investigação "a fundo" e a depuração de responsabilidades. Llamazares se perguntou se o FBI não guarda em seus arquivos as fotografias de esquerdistas americanos e europeus.

Segundo Solomont, assim que a Embaixada soube do erro, começou-se a investigar e, por meio de um dos funcionários, a representação diplomática contatou Llamazares "para lhe assegurar que levamos muito a sério o assunto".

Solomont também afirmou que ele mesmo entrou em contato com membros do Governo espanhol, como o ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba, para falar sobre o assunto.

"Lamentamos o ocorrido e queremos deixá-lo para trás", resumiu o embaixador. EFE cpg/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG