FBI pede ajuda a cidadãos para investigar cartas com ameaças

Nova York, 23 out (EFE).- O FBI (polícia federal americana) recorreu hoje à colaboração cidadã para investigar a origem de mais de 50 cartas iguais, com ameaças e substâncis suspeitas, remetidas a várias instituições do país nos últimos dias, incluindo bancos e o jornal The New York Times.

EFE |

"Roubam dezenas de milhares do dinheiro do povo e não esperam repercussões. É a hora da devolução. O que acabaram de respirar, matará vocês em dez dias", diz um trecho das cartas divulgado hoje pelo FBI.

Junto às cartas remetidas aos bancos, o "New York Times" também recebeu ontem em sua sede um envelope similar, que incluía um pó suspeito e que durante algumas horas provocou o fechamento de parte das instalações do jornal.

No texto de uma das cartas, tornado público através de uma fotografia publicada no site do FBI, foram omitidas várias palavras da mensagem, em fragmentos que as autoridades consideram piadas de mau gosto.

No total, mais de 50 cartas idênticas foram recebidas esta semana em instituições e filiais bancárias do país em envelopes que, na maioria, também continham suspeitos pós brancos.

As substâncias, que ainda estão sendo estudadas, a princípio, segundo as autoridades, não representam perigo.

"Enviar essas cartas falsas, independentemente dos pós incluídos, constitui um sério delito e representa uma fuga de recursos e uma distração das verdadeiras emergências e outras situações urgentes", assegura o FBI em seu site.

Por isso, seguirá "trabalhando com diligência para identificar e prender os responsáveis" e pede que qualquer um que tenha informação a respeito entre em contato com as autoridades ou comunique o FBI pela internet.

Além disso, lembra que o serviço de inspeção postal americano oferece uma recompensa de mais de US$ 100 mil por qualquer informação que leve à detenção e condenação dos responsáveis. EFE mgl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG