Tamanho do texto

Os serviços antiterroristas da polícia federal americana (FBI) são muito desorganizados e não têm funcionários qualificados suficientes para proteger corretamente os Estados Unidos de um novo atentado, denunciou um agente perante uma comissão do Congresso.

"A divisão antiterrorista do FBI está mal equipada para fazer frente à ameaça terrorista que nos cerca", declarou na comissão parlamentar Bassem Youssef, americano de origem egípcia e agente do FBI desde 1988.

Atualmente, o programa "não pode proteger corretamente os Estados Unidos de outro ataque direto e catastrófico de terroristas do Oriente Médio", alertou.

Somente 62% dos cargos de diretoria estão cobertos, e este erro força o FBI a entregar esses postos a pessoas sem experiência na luta contra o terrorismo, explicou Youssef, que participou da investigação sobre o primeiro atentado contra o World Trade Center de Nova York em 1993, antes de ser designado para tarefas administrativas depois do 11 de setembro.

O adjunto do diretor do FBI, John Miller, respondeu as afirmações de Youssef através de um comunicado, insistindo que o ponto de vista de um só agente "pode ter uma visão limitada".

fc/cl/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.