FBI não seria organizado suficiente para impedir novo atentado terrorista nos EUA

Os serviços antiterroristas da polícia federal americana (FBI) são muito desorganizados e não têm funcionários qualificados suficientes para proteger corretamente os Estados Unidos de um novo atentado, denunciou um agente perante uma comissão do Congresso.

AFP |

"A divisão antiterrorista do FBI está mal equipada para fazer frente à ameaça terrorista que nos cerca", declarou na comissão parlamentar Bassem Youssef, americano de origem egípcia e agente do FBI desde 1988.

Atualmente, o programa "não pode proteger corretamente os Estados Unidos de outro ataque direto e catastrófico de terroristas do Oriente Médio", alertou.

Somente 62% dos cargos de diretoria estão cobertos, e este erro força o FBI a entregar esses postos a pessoas sem experiência na luta contra o terrorismo, explicou Youssef, que participou da investigação sobre o primeiro atentado contra o World Trade Center de Nova York em 1993, antes de ser designado para tarefas administrativas depois do 11 de setembro.

O adjunto do diretor do FBI, John Miller, respondeu as afirmações de Youssef através de um comunicado, insistindo que o ponto de vista de um só agente "pode ter uma visão limitada".

fc/cl/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG