FBI investiga lâminas encontradas em voo para Portland

Avião da Delta Airlines partiu da capital japonesa de Tóquio; não houve incidente ou passageiros feridos

iG São Paulo |

O FBI está tentando descobrir como lâminas de cortar papelão foram embarcadas em um voo da Delta Airlines que partiu da capital japonesa de Tóquio e pousou em Portland, mas informou que não houve qualquer incidente no voo desta terça-feira e que nenhum passageiro ficou ferido.

O FBI, a Proteção Alfandegária e de Fronteiras, e o Departamento de Segurança nos Transportes se reuniram depois que a Delta alertou as autoridades sobre as lâminas encontradas no voo que deixou o aeroporto internacional de Narita, em Tóquio, com destino a Portland, onde pousou na manhã desta terça-feira.

"Por excesso de precaução, o voo do avião de passageiros número 90 decidiu entrar em contato com autoridades e pediu que fossem encontrá-lo quando pousasse, em decorrência de algumas lâminas para cortar papelão que foram encontradas a bordo", disse a Delta em comunicado. "Todos os passageiros foram retirados sem problema e estão cooperando com as autoridades em sua investigação", acrescentou o comunicado.

De acordo com o FBI, os 155 passageiros e 10 membros da tripulação no voo foram liberados.

Iêmen

Autoridades americanas estão em alerta depois que dois pacotes com explosivos foram interceptados, na sexta-feira, a bordo de aviões de carga na Grã-Bretanha e em Dubai.

Os pacotes partiram do Iemên em direção aos Estados Unidos. De acordo com a imprensa americana, o principal suspeito é Ibrahim Hassan al-Asiri, um cidadão da Arábia Saudita que seria um dos líderes da Al-Qaeda na Península Arábica. 

De acordo com o presidente americano, Barack Obama, os dois dispositivos estavam direcionados a organizações judaicas na área da cidade americana de Chicago. Ele não especificou quais seriam as instituições.

Obama afirmou que as autoridades descobriram uma "ameaça terrorista real" contra os EUA. "Os eventos das últimas 24 horas mostram a necessidade de permanecer em vigilância", disse.

Grécia

Em Atenas, capital da Grécia, bombas explodiram nas Embaixadas da Suíça e da Rússia em Atenas, e vários outros pacotes suspeitos foram destruídos, nesta terça-feira. Pacotes suspeitos foram destruídos nas embaixadas búlgara e alemã, além de outro enviado para representação diplomática chilena, e outros no aeroporto internacional de Atenas. Na Alemanha, um pacote enviado à chanceler Angela Merkel foi destruído pela polícia local antes de chegar à chefe de governo alemã.

*Com Reuters

    Leia tudo sobre: suspeitaaviãoeuadelta airlinesaviõesobamajapão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG