FBI investiga banco que recebeu intervenção do Governo por suspeita de fraude

Washington - O FBI (Polícia federal americana) abriu uma investigação por suposta fraude do IndyMac, um dos maiores bancos que fornecem empréstimos hipotecários dos Estados Unidos, apenas uma semana depois que o Governo dos EUA interviu na entidade por problemas de liquidez.

EFE |

O FBI investiga o banco, com sede em Pasadena, Califórnia, em conexão com empréstimos hipotecários que fez a prestatários considerados de "alto risco", informou hoje a cadeia de notícias "CNN".

O FBI não quis revelar detalhes da investigação.

A pesquisa da agência se centra na companhia e não em empregados ou responsáveis da entidade, que recebeu intervenção na sexta-feira pela Corporação Federal Seguradora de Depósitos (FDIC, em inglês), uma agência pública.

A FDIC manterá o controle da instituição, enquanto decide se vai vendê-la ou escindir seus ativos.

Os planos são que o banco volte a estar em pleno funcionamento e em mãos privadas em poucos meses.

O IndyMac, que abriu na segunda-feira as portas sob o nome de IndyMac Federal Bank, foi vítima dos problemas do setor hipotecário americano.

O banco sofreu fortes perdas durante os últimos nove meses devido ao elevado índice de inadimplência dos prestatários.

Os clientes tinham retirado US$ 1,3 bilhão desde 27 de junho perante as dúvidas sobre a solidez das contas do banco, que tinha uma carteira muito ampla de hipotecas de alto risco.

Foi o segundo maior colapso dos bancos na história dos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: agências hipotecárias

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG