FBI investiga assassinato de funcionária do consulado dos EUA no México

Agentes do FBI chegaram à Ciudad Juárez (norte do México) para investigar o assassinato de uma funcionária do consulado americano, de seu marido, e do esposo de outra funcionária, informou nesta segunda-feira a Procuradoria de Chihuahua.

AFP |

No sábado, Lesley A. Enriquez, funcionária consular, seu esposo, Redelfs Arthur Haycock, ambos americanos, tiveram o carro em que estavam crivado de balas numa rua da cidade depois de terem participado de uma reunião social. No automóvel estava a filha deles, de 1 ano, que nada sofreu.

Lesley A. Enriquez era encarregada de serviços específicos para cidadãos americanos no México, explicou um funcionário do Departamento de Estado dos EUA.

O policiamento foi reforçado no prédio do consulado americano naquela cidade, o maior do mundo, que, em fevereiro passado, já havia sido alvo de uma falsa ameaça de bomba.

Autoridades mexicanas atribuem os assassinatos, os primeiros com essas características contra diplomatas americanos, a "Los Aztecas", um grupo armado vinculado ao Cartel de Juárez, segundo autoridades estatais.

Ciudad Juárez registrou, ano passado, a morte de mais de 2.600 pessoas em circunstâncias violentas.

Leia mais sobre México

    Leia tudo sobre: euaméxiconarcotráfico

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG