Washington, 16 jul (EFE).- O FBI incluiu hoje em sua lista dos mais procurados dos Estados Unidos Enric Justin Toth, um professor de 27 anos acusado de produzir pornografia infantil e que poderia estar se oferecendo na internet para dar aulas particulares.

A Polícia informou que Toth, que trabalhava como professor em uma escola particular na área metropolitana de Washington, é procurado pelas acusações de pornografia infantil.

O FBI divulgou os dados e as fotografias do suspeito porque teme que ele possa se oferecer como professor particular na internet e pede a colaboração dos cidadãos para conseguir qualquer dado que possa levar à detenção dele.

Toth, de 27 anos, mede 1,60 metro e pesa 70 quilos. Tem o cabelo curto e castanho, olhos verdes e, segundo as fotos distribuídas, costuma usar óculos.

O FBI desconhece o lugar de seu nascimento e sua nacionalidade, mas adverte que "pode ser considerado perigoso e poderia ter tendências suicidas".

Toth foi acusado por um júri do Tribunal Federal do Distrito de Maryland em 1º de dezembro de 2008 de ter produzido pornografia infantil no estado de Maryland e em outros lugares.

Naquele mesmo dia, foi publicada uma ordem federal de detenção, mas o professor segue em paradeiro desconhecido. EFE elv/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.