FBI descarta ação de militantes do Taliban no tiroteio em NY

WASHINGTON (Reuters) - O FBI descartou neste sábado a afirmação do líder do Taliban do Paquistão, Baituallah Mehsud, de que o grupo terrorista estaria por trás do atentado ocorrido em um centro de assistência de imigração em Nova York, no qual 14 pessoas morreram na sexta-feira. Podemos descartar esta afirmação com segurança, disse o porta-voz do FBI, Richard Kolko.

Reuters |

Um homem armado com dois revólveres matou na sexta-feira 13 pessoas em um centro de serviços de imigração antes de aparentemente ter se suicidado, afirmaram as autoridades de Binghamton, em Nova York.

O representante Maurice Hinchey, cujo distrito inclui Binghamton, disse ao jornal New York Times que os indícios apontam que o atirador seria um imigrante do Vietnã.

Mehsud assegurou na manhã de sábado à Reuters no Paquistão que seu grupo era responsável pelo ataque.

"Aceito a responsabilidade. Eram meus homens. Eu ordenei-os em resposta aos ataques dos Estados Unidos com aeronave não-tripulada", afirmou Mehsud por telefone de um local desconhecido.

No ataque da aeronave, 13 morreram no Paquistão.

(Reportagem de Randall Mikkelsen)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG