FBI busca americano acusado de planejar jihad no exterior

Washington, 28 jul (EFE).- As autoridades federais dos Estados Unidos intensificaram hoje a busca de um oitavo cidadão americano acusado de planejar, na Carolina do Norte, uma jihad no exterior, junto a outros 7 supostos terroristas detidos na segunda-feira.

EFE |

O promotor do estado, George E. B. Holding, afirmou em comunicado divulgado por seu escritório que as autoridades esperam capturar em breve o suspeito, cuja identidade não foi revelada.

Holding não quis dar detalhes sobre seu paradeiro, mas o comunicado revela que o suspeito viajou ao Paquistão em outubro para "participar de uma jihad violenta".

O relatório não especifica se retornou aos Estados Unidos.

Caso seja localizado, o acusado receberia as mesmas acusações que o grupo de sete supostos terroristas detidos nesta segunda pelo FBI (Polícia federal americana) e que na quinta-feira comparecerão perante os tribunais em uma segunda audiência.

Entre os detidos estão um homem e seus dois filhos, acusados de fornecer material para terroristas e de conspirar para assassinar, sequestrar e ferir pessoas no exterior.

Segundo o comunicado do FBI, o pai, identificado como Daniel Patrick Boyd, de 39 anos, combateu no Afeganistão e recebeu treinamento em acampamentos terroristas desse país e do Paquistão.

Por outro lado, de acordo com um comunicado divulgado hoje pela mulher do suposto líder através da associação muçulmana da localidade de Raleigh, as atividades de Boyd no Afeganistão se limitaram a lutar contra a União Soviética "com o completo respaldo do Governo dos Estados Unidos".

Sabrina Boyd acrescentou que o marido liderava "uma família normal" e que as acusações contra ele não têm base. EFE llb/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG