FBI adota novas e polêmicas normas

O secretário americano de Justiça, Robert Mukasey, determinou nesta sexta-feira a adoção de novas normas para as operações do FBI, a polícia federal americana, visando proteger melhor o país da ameaça terrorista, em meio aos protestos de legisladores e grupos de defesa dos direitos humanos.

AFP |

"Estas novas regras são mais uniformes, claras e simples para as operações, e devem permitir ao FBI se tornar, entre outras coisas, um coletor de informações mais flexível", destacou Mukasey.

"Desde os ataques do 11 de Setembro (de 2001, em Nova York e Washington) o FBI e o departamento de Justiça (...) reorganizaram suas atividades para evitar futuros ataques terroristas contra o povo americano".

As novas normas envolvem cinco áreas, incluindo criminalística, segurança nacional e inteligência externa.

Segundo o presidente do Comitê de Justiça do Senado, o democrata Patrick Leahy, as novas normas "dão ao FBI amplos poderes para vigiar e usar outras técnicas de investigação invasivas sem pedir autorização aos americanos (...) ou sequer a aprovação dos supervisores do FBI".

A união americana de liberdades civis destacou que as novas normas ainda "permitem que a raça ou os antecedentes étnicos de uma pessoa sejam um fator para abrir uma investigação".

lum/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG