Fazendeiros belgas usaram 450 tratores para derramar entre 3 e 4 milhões de litros de leite em campos do país, nesta quarta-feira, em protesto contra os preços baixos do produto e a recusa da União Europeia em mudar sua política para o setor de laticínios. Os fazendeiros foram acusados de desperdício, mas disseram que, mesmo de coração partido, tinham que fazer isso para mostrar que, na atual situação, eles não vão mais conseguir sustentar suas famílias.

Fazendeiros belgas, holandeses e alemães também estão impedindo caminhões de entrar em locais de distribuição e estocagem de laticínios, além de oferecer leite de graça para conseguir apoio popular a seus protestos contra a queda nos preços.

Representantes no Parlamento europeu disseram que vão exigir que a Comissão Europeia trabalhe para ajudar o setor.

"A crise chegou a um ponto dramático. Nós esperamos que a Comissão (Europeia) faça mais", disse Paolo di Castro, chefe do Comitê Parlamentar Europeu de Agricultura.

Castro defende que a medida mais importante no momento é estimular a demanda pelos produtos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.