Fayyad se compromete a acabar com venda de produtos de colônias judaicas

Jerusalém, 5 jan (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Salam Fayyad, se comprometeu hoje a acabar com o comércio nos territórios palestinos de produtos elaborados nas colônias judaicas da Cisjordânia ocupada.

EFE |

"Limpar os mercados de produtos dos assentamentos é uma responsabilidade coletiva e devemos unir nossos esforços para continuar com esta campanha", disse Fayyad, antes de participar de uma queima destes produtos na cidade de Salfit, próxima a Nablus, informou a agência de notícias "Ma'an".

Os produtos queimados tinham sido confiscados em caminhões e lojas cisjordanianas, nas quais teriam sido vendidos a consumidores palestinos.

A compra de produtos elaborados nas colônias prejudica o projeto nacional palestino de acabar com a ocupação e estabelecer um Estado palestino, afirmou Fayyad.

O primeiro-ministro da ANP acrescentou que é prioritário fortalecer as indústrias palestinas para que os produtos locais possam substituir os dos colonos judeus, não só nos mercados palestinos, mas também nos internacionais. EFE aca/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG