Fayyad garante que novo Governo palestino é de transição

Jerusalém, 20 mai (EFE).- O primeiro-ministro da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Salam Fayyad, insistiu hoje em que o novo Governo palestino é de transição e que governará somente até as facções se reconciliarem e fecharem acordo para a formação de um Executivo de coalizão.

EFE |

"Este Governo, que inclui as facções representadas na Organização para a Libertação da Palestina (OLP), principalmente o movimento Fatah, é transitório", disse Fayyad em comunicado divulgado hoje após a realização de seu primeiro Conselho de Ministros com este gabinete.

O novo Governo da ANP assumiu o poder ontem em Ramala e é formado por membros do Fatah, da Frente Democrática a Libertação da Palestina (FDLP) e da Frente Popular de Luta (FPL), além de independentes.

O movimento islamita Hamas, que governa na Faixa de Gaza, não está representado no novo Executivo, nega sua legitimidade e interpretou sua nomeação como uma agressão ao diálogo de reconciliação palestina que os grupos mantêm com mediação egípcia.

Fayyad justificou sua aprovação alegando "a necessidade de ter um Executivo que governe o país, sirva aos interesses dos cidadãos e enfrente os desafios que nosso povo tem pela frente".

"Reconstruir Gaza e conseguir o êxito no diálogo de reconciliação nacional são as prioridades deste novo Governo", disse Fayyad, assegurando que seu Executivo trabalhará para "manter a disciplina e o cumprimento da lei". EFE aca-sar/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG