Faymann, um social-democrata mimado pela imprensa sensacionalista austríaca

Viena, 27 set (EFE).- O social-democrata Werner Faymann, de 48 anos e atual ministro de Infra-estrutura, parece garantir o triunfo de seu partido nas legislativas antecipadas de amanhã na Áustria graças ao apoio do jornal sensacionalista Kronen Zeitung, o de maior tiragem no país.

EFE |

Mas os sólidos vínculos do candidato do Partido Social-Democrata da Áustria (SPÖ) com o editor do "Kronen Zeitung", que lhe permitiu manter até pouco tempo uma coluna como ministro de Infra-estrutura para expor suas políticas, geraram fortes críticas de seus adversários e dos observadores políticos.

Nascido em Viena, em 1960, Faymann manteve uma militância constante dentro seu partido desde o ensino médio, e agora promete voltar às raízes social-democratas com medidas para favorecer a população mais castigada pela forte alta dos preços na Áustria, um dos países mais ricos do mundo.

O aumento em 5% da ajuda para o cuidado nas casas de idosos e de incapacitados, a redução pela metade do IVA sobre os alimentos, e a recuperação da universidade gratuita são algumas de suas principais promessas caso seja eleito.

Fayman cursou dois anos de estudos de Direito na universidade de Viena, enquanto trabalhava como assessor da Caixa Econômica Zentralsparkasse.

Em janeiro de 2007, foi nomeado ministro de Infra-estrutura (Transporte, Inovação e Tecnologia), além de ter ocupado vários cargos municipais em Viena.

Fayman é casado e tem duas filhas. EFE wr/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG