Favorita, brasileira já definiu estratégia para maratona aquática em Pequim

Rio de Janeiro, 28 jul (EFE) - A nadadora brasileira Ana Marcela Cunha, esperança de medalha de ouro na maratona aquática, afirmou à Agência Efe que já tem uma estratégia definida para a prova, que será realizada no Parque Olímpico Shunyi em 20 de agosto. Não estive no evento teste realizado no local, mas soube que irão mudar o percurso para a prova olímpica. É importante nadar no pelotão da frente, sem perder o contato com as primeiras atletas, mas o desenrolar da competição é que vai determinar a melhor estratégia.

EFE |

Terei que ficar ligada o tempo todo nos detalhes da prova", disse a líder do ranking da Federação Internacional de Natação (Fina).

A atleta disse à Efe que chegar a Pequim com apenas 16 anos não representa nenhuma pressão exagerada.

"Não levo em conta a minha idade, o que importa é a minha vontade de vencer", disse a nadadora, que disse estar se preparando "como nunca".

"Estou me preparando como nunca para essa prova, sei que tenho condições de lutar com todas as minhas adversárias de igual para igual. Vou brigar até o fim por uma medalha", afirmou.

Ana Marcela disse à Efe que o segredo para ir bem na maratona aquática é treinar intensamente e, principalmente, gostar do esporte.

"Treinar muito bem todos os dias é o principal fator para o sucesso do atleta, dedicar-se ao máximo ao que está se propondo a fazer, e acima de tudo, fazer porque gosta", explicou.

A modalidade fará sua estréia em Jogos Olímpicos e a brasileira acredita que isso servirá para tornar a disputa entre as 25 nadadoras ainda mais disputada.

"Não vejo dificuldade. Isso é mais um fator para igualar as competidoras e quase todas as 25 participantes da prova olímpica já se conhecem de outras travessias", concluiu. EFE plc/rd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG