Fatos que marcaram as relações Estados Unidos-Líbia

Datas importantes nas relações entre os Estados Unidos e a Líbia.

AFP |

1973:

- O líder líbio Muhamad Kadhafi nacionaliza a indústria petroleira e proíbe o ingresso de barcos americanos em águas líbias. Washington acusa Kadhafi de estar envolvido em ações terroristas e o embaixador americano é retirado da Líbia.

1978:

- Estados Unidos impõem as primeiras sanç~eos e ordena um embargo militar.

1979:

- Trípoli apóia a revolução iranian. A embaixada americana é saqueada em Trípoli.

1981:

- Estados Unidos expulsam diplomatas líbios. A força aérea americana derruba dois aviões de combate líbios e é acusada de violar o espaço aéreo líbio.

1986:

- Estados Unidos endurecem seu embargo contra a su embargo contra Líbia e congelam seus depósitos em bancos americanos. A Líbia diz que os enfrentamentos com as forças americanas no Golfo de Syrte deixou 58 líbios mortos.

- Abril de 1986: Estados Unidos acusam a Líbia de envolvimento em um ataque com bomba numa discoteca de Berlim freqüentada por americanos. Dias depois, de um ataque aéreo americano contra Trípoli e o porto líbio de Benghazi deixa 41 mortos, entre os quais uma filha adotiva de Kadhafi.

1988:

- Um avião da empresa americana aérea Pan Am cai sobre o povoado escocês de Lockerbie, matando 270 pessoas entre os passageiros o avião e pessoas em terra.

1991:

- Estados Unidos acusam a Líbia do atentado de Lockerbie e acusam dois agentes líbios.

1992:

- A resolução 748 do Conselho de Segurança da ONU pede um embargo militar e aéreo contra a Líbia. São impostas novas sanções econômicas em 1993.

1998:

- Líbia questiona o acordo dos Estados Unidos e Grã-Bretanha para processar os agentes líbios acusados do atentado de Lockerbie, em um tribunal escocês estabelecido na Holanda.

2003:

- Líbia aceita a responsabilidade legal do ataque de Lockerbie e paga uma indenização às famílias das vítimas. São levantadas as sanções americanas em 12 de setembro. Em 19 de dezembro, Kadhafi anuncia que seu país renuncia a seu programa de armas de destruição em massa.

2004:

- Estados Unidos e Líbia abrem escritórios especiais em suas respectivas capitais em fevereiro. As sanções em termos de viagens entre os dois países são aliviadas.

- 23 de março: Kadhafi se encontra com o número três do departamento de Estado americano, William Burns, em Trípoli, primeira reunião com um alto funcionário americano em mais de 30 anos.

- 3 de junho: se reiniciam as exportações líbias de petróleo para os Estados Unidos e, no mesmo mês, se intensificam os contatos oficiais com "escritórios de ligação". Os Estados Unidos levantam algumas sanções econômicas em setembro.

2006:

- 15 de maio: Washington anuncia que restabelecerá totalmente as relações diplomáticas com a Líbia e tirará o país da lista do departamento de Estado de nações que apóiam o terrorismo.

- 12 de julho: são levantadas as restrições aéreas à Líbia.

2007:

- 17 e 18 de abril: o subsecretário de Estado americano John Negroponte visita Trípoli.

2008:

- 3 de janeiro: Rice se encontra com o chanceler líbio Abdelrahman Mohammed Shalgam, a primeira reunião desse tipo em 36 anos.

- 14 de agosto: Líbia e Estados Unidos conseguem um acordo de compensação com as famílias das vítimas dos ataques líbios e dos ataques de represália ocorridos nos anos 80.

- 1o. de setembro: Kadhafi diz terminou o longo ostracismo de seu regime por parte dos Estados Unidos.

- 5 de setembro: Rice é a primeira secretária de Estado americanoa a visitar a Líbia em 55 anos, marcando a total renovação das relações bilaterais.

doc/fm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG