Cairo, 16 mai (EFE).- Dirigentes palestinos do Fatah e do Hamas começaram hoje, no Cairo, a quinta rodada de diálogo para superar seus fortes rivalidades e colocar as bases de sua reconciliação, informou à Agência Efe uma fonte palestina.

Zacaria al-Agha, membro do Fatah, consultado por telefone, não pôde dar detalhes sobre a reunião, que se presume que, como as anteriores, ocorre em escritórios dos serviços de inteligência do Egito.

A agência oficial egípcia "Mena" confirmou também o início das conversas, coordenadas pelo chefe do serviço de inteligência egípcio, general Omar Suleiman.

No geral, estes encontros acontecem a portas fechadas e não costumam vazar detalhes.

As conversas para reconciliar os grupos palestinos começaram em 10 de março no Cairo, com mediação egípcia, mas, nas últimas rodadas, o diálogo se limitou apenas a delegados do Fatah e do Hamas.

O Fatah, o grupo ao qual pertence o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, e o Hamas, que controla a Faixa de Gaza, têm fortes divergências há dois anos, por causa da ocupação de Gaza por milicianos do Hamas.

Os temas analisados pelos delegados palestinos vão das medidas vinculadas à segurança até temas políticos, como as próximas eleições, convocadas inicialmente para janeiro do próximo ano.

O Fatah informou hoje que, nesta nova rodada de conversas, serão analisados, entre outros temas, a possível formação de um novo Governo palestino e assuntos pendentes, como a segurança.

A delegação do Fatah conta com a participação, entre outros, de Ahmed Qorei e Nabil Shaath, enquanto a do Hamas, como em vezes anteriores, é liderada por Moussa Abu Marzuq.

Shaath, em declarações reproduzidas pelo meio de comunicação do Fatah, disse que, entre os temas pendentes, está o sistema de representação que regerá nas próximas eleições, a partir de uma proposta egípcia que propõe um sistema misto de representação.

A ideia é que, se as duas partes avançarem nos próximos dias, as outras facções palestinas voltarão a se reunir para fechar todos os temas pendentes, a partir dos acordos que tiverem sido alcançados antes por Fatah e Hamas.

O diálogo acontece no momento em que está suspensa uma reorganização do Governo palestino, que foi anunciada na segunda-feira por Abbas e que seria divulgada nas 48 horas seguintes. EFE aj-ag/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.