Fatah acusa Hamas de prender seus militantes em Gaza

O partido Fatah, do presidente palestino Mahmud Abbas, acusou neste sábado o movimento rival Hamas de ter iniciado uma campanha de prisões de seus simpatizantes na Faixa de Gaza.

AFP |

Autoridades da Fatah em Gaza, que pediram o anonimato, disseram que "vários" ativistas do Fatah foram presos ou interrogados em Gaza pelo movimento radical islâmico Hamas, que em junho de 2007 expulsou o partido de Abbas do território com um violento golpe.

"As prisões e sequestros de nossos simpatizantes continuam em Gaza, onde há várias dezenas de pessoas procuradas pelo Hamas, e começaram a prendê-las" na noite de sexta-feira, denunciou à AFP Fahmi al Zaarir, porta-voz do Fatah na Cisjordânia.

O porta-voz indicou que a polícia do Hamas também apreendeu livros e computadores.

O "ministério do Interior" do Hamas destacou "a nova série de crimes cometidos por grupos criminosos fora da lei", acusando-os de ter coletado informações sobre seus dirigentes para transmiti-las ao governo de Abbas na Cisjordânia e a Israel.

O grupo não informou o número de pessoas detidas.

az/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG