Rio de Janeiro, 12 jan (EFE).- A Fashion Rio levou hoje suas coleções da temporada outono-inverno à Floresta da Tijuca, no segundo dia dos desfiles, que terminam na sexta-feira.

O local recebeu hoje em um caminho de terra as propostas a favor da "sustentabilidade" da marca Redley, que colocou suas modelos para desfilar as peças mais pesadas de inverso pelas árvores da floresta.

A coleção foi inspirada na vida alternativa das décadas de 1960 e 1970, disse o coordenador da marca, Jürgen Oeltjenbruns.

"Achei importante criar um produto com significado verdadeiro e que, de certa maneira, reflita o consumismo", disse Oeltjenbruns.

Para a próxima temporada outono-inverno, as principais tendências são os acabamentos feitos à mão, o uso de técnicas de macramé, bordados, material rústico e tecidos de tricô, afirmou.

As peças que faziam referência a tecidos rústicos e cores como marrom, bege e verde-musgo predominaram neste dia de desfiles da Fashion Rio.

Até 16 de janeiro, serão exibidas criações e propostas de 30 marcas em quase 40 desfiles, disseram os organizadores.

Na Marina da Glória, o evento teve, também hoje, os desfiles das apostas de Giulia Borges, Homem de Barro, Coven, Mara Mac, Melk Z-Da e Alessa e TNG, que fechou o dia.

A marca Mara Mac Oriental, por sua parte, se inspirou na "história do chá" em suas criações e, com isso, homenageou as culturas de países como China, Tailândia, Japão, Marrocos e Índia.

EFE ol/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.