Fãs e família prestam homenagem a Michael Jackson

A família e os fãs de Michael Jackson se despediram do cantor em uma emocionante cerimônia em memória do rei do pop. Emocionada, a filha de Michael Jackson, Paris, de 11 anos, o descreveu como o melhor pai que alguém pode imaginar.

BBC Brasil |

O caixão do cantor foi colocado em frente ao palco durante o evento no ginásio esportivo Staples Center, em Los Angeles, horas depois de um funeral privado apenas para a família.

Lionel Ritchie, Stevie Wonder e Mariah Carey prestaram homenagem ao cantor, antes que a família subisse ao palco para se unir ao tributo.

Os irmãos de Michael Jackson , filhos e pais participaram do coro que entoou as músicas We Are The World e Heal The World.

Sua família então, com os irmãos usando apenas uma luva na mão esquerda em homenagem a Michael Jackson, assumiu o palco.

Consolada pelos tios e tias, Paris assumiu o microfone. "Só queria dizer que, desde que nasci, meu pai foi o melhor pai que alguém pode imaginar", disse ela.

"E só queria dizer que amo muito ele."
Marlon Jackson falou dos problemas enfrentados pelo irmão. "Nós nunca, nunca vamos entender pelo que ele passou", disse ele.

"Não poder andar nas ruas sem que uma multidão se juntasse a sua volta, sendo julgado, sendo ridicularizado. Quanta dor alguém pode suportar?"
"Talvez agora, Michael, eles deixem você em paz."
"Nada estranho"
Mais cedo, o irmão de Michael, Jermaine, subiu ao palco para cantar a canção Smile. Esta seria a música favorita do astro, com as palavras "Smile though your hearts are aching" ("Sorriam mesmo que seus corações estejam em dor", em tradução livre).

No início da cerimônia, os irmãos de Michael Jackson carregaram o caixão dourado coberto de flores para o ginásio, sob um coro cantando "Hallelujah, hallelujah, we're going to see the king" ("Aleluia, aleluia, nós vamos ver o rei"), da música Soon and very soon.

Mariah Carey estava entre os artistas prestando homenagem. Ao cantar I'll be there, ela encerrou a música com as palavras: "Sentimos sua falta".

"Este é um momento que eu queria não ter vivido para ver. Michael, eu te amo", disse Stevie Wonder.

Um dos líderes pela luta dos direitos civis, o reverendo Al Sharpton, fez um inflamado discurso, dizendo aos filhos de Michael Jackson: "Não havia nada de estranho com o pai de vocês".

"Estranho foram (as coisas) com que o seu pai teve que lidar, mas ele lidou (com elas)."
O chefe da Motown Berry Gordy, que contratou o Jackson Five, encerrou sua homenagem com as palavras: "Michael, obrigado pela alegria, obrigado pelo amor. Você vai viver no meu coração para sempre".

A atriz Brooke Shields, que conheceu Michael Jackson quando tinha apenas 13 anos de idade, caiu em lágrimas ao subir ao palco.

Descrevendo Michael Jackson como "puro", ela disse: "Ele era descrito como Rei com frequência, mas o Michael que eu conheci sempre foi o pequeno príncipe. Michael via tudo com seu coração".

As 17.500 pessoas que acompanharam a cerimônia no ginásio aplaudiram quando clipes mostrando a vida e a música de Michael Jackson foram exibidos nos telões.

Também foram lidas mensagens de convidados ausentes, entre eles o ex-presidente sul-africano Nelson Mandela, a poetisa Maya Angelou e a cantora Diana Ross.

A mensagem de Diana Ross foi lida por Smokey Robinson: "Estou tentando encontrar um fechamento", disse ela.

"Quero que vocês saibam que, apesar de eu não estar no Staples Center, eu estou aí em meu coração".

"O Michael foi um amor pessoal meu, uma parte adorada de meu mundo, parte do tecido da minha vida de uma forma que não pareço conseguir encontrar as palavras para expressar."
"Michael queria que eu estivesse aqui para seus filhos, e eu estarei se eles algum dia precisarem de mim. Espero que hoje traga o fechamento para todos que o amaram."
Outras pessoas que participaram da cerimônia foram Usher e o finalista do programa de TV Britain's Got Talent Shaheen Jafargholi, que interpretou Michael Jackson jovem no musical Thriller-Live.

O palco foi decorado com uma foto gigantesca de Michael Jackson ao lado de um mural com as palavras "Em memória adorada. Michael Jackson Rei do Pop â¿ 1958 â¿ 2009".

"Todos choraram"
Falando depois do evento, uma fã, Marianne Green, disse à BBC que a cerimônia foi emocionante.

"Foi realmente lindo. Muitas pessoas levantaram e disseram coisas maravilhosas", disse ela.

"Nós rimos de algumas piadas, mas todos choraram. Nunca vi nada como isso, nunca", disse Pamela Green.

Milhões de pessoas assistiram a cerimônia pela TV. As ruas próximas ao ginásio foram fechadas, e barreiras de concreto foram erguidas do lado de fora do Staples Center, onde Michael Jackson vinha ensaiando para o show de sua volta, antes de morrer repentinamente aos 50 anos de idade, no dia 25 de junho.

Mais de 1,6 milhão de fãs concorreram para assistir a cerimônia em memória do cantor. Apenas 8.750 pessoas foram escolhidas aleatoriamente para receber um par de ingressos.

Mais cedo, os membros da família compareceram a um curto funeral privado no cemitério Forest Lawn.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG