Los Angeles (EUA), 21 jul (EFE).- A atriz americana Farrah Fawcett, falecida em junho, superou as expectativas dos médicos e resistiu mais tempo que o esperado, segundo seu companheiro de anos, Ryan ONeal.

Em entrevista à "NBC", o também ator O'Neal disse que, quando os médicos davam mais duas horas de vida à estrela da série "As Panteras", ela resistiu por mais dois dias.

Entretanto, o ex-companheiro de Farrah afirmou que seus últimos momentos de vida foram "horríveis".

"Ela não queria partir. Simplesmente nos olhava com um leve sorriso. Então, todas as máquinas se apagaram, e depois de 16 horas, ela se foi", afirmou.

"Farrah não fechava os olhos. Eles ficaram abertos durante as suas últimas três semanas de vida", acrescentou.

A estrela sofria desde 2006 com um câncer, que havia se estendido ao fígado.

O'Neal garantiu que pretende responder a todos os e-mails enviados por fãs da atriz. Para ele, a coragem de Farrah se transformou em sua nova inspiração.

"Sou a nova rocha, e estou usando o que ela me ensinou para sobreviver, seguir adiante, e cuidar do meu filho Redmond. Mostro estas cartas a ele, para que possa ver o que as pessoas sentiam por sua mãe", disse.

Redmond O'Neal, de 24 anos, único filho da atriz e O'Neal, cumpre pena por vários delitos relacionados a drogas. EFE mg/plc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.