Farc reconhecem execução de 8 indígenas

Bogotá, 17 fev (EFE).- As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) admitiram hoje que executaram oito indígenas Awá porque, segundo essa guerrilha, colocaram-se a serviço do Exército.

EFE |

"Diante da pressão operacional (militar), sua responsabilidade na morte de vários guerrilheiros e sua inegável participação ativa que os envolve no conflito, foram executados", afirma um comunicado das Farc.

O escrito, assinado pela "coluna Antonio José de Sucre" das Farc, foi divulgado na terça-feira pela "Agência de Notícias Nova Colômbia", que costuma divulgar comunicados, entrevistas e proclamas dessa organização armada.

O massacre foi denunciado na semana passada pela Organização Nacional Indígena da Colômbia (Onic) e a Unidade Indígena do Povo Awá (Unipa), etnia que habita nos departamentos de Nariño e Putumayo, fronteiriços com o Equador. EFE rrm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG