Farc reconhecem assassinato de oito índios

A guerrilha das Forças Revolucionárias Armadas da Colômbia (Farc) reconheceu que matou oito índios em uma zona rural do município colombiano de Barbacoas, o departamento de Nariño, sul do país, e acusou os indígenas de serem informantes do Exército na região.

AFP |

Um comunicado divulgado pelos insurgentes afirma que os índios foram capturados em 6 de fevereiro e que "ante a pressão, sua responsabilidade na morte de vários guerrilheiros e sua inegável participação ativa no conflito, foram executados".

O comunicado, que foi divulgado pela agência Anncol, que geralmente distribui informações sobre o rupo rebelde, tem data de 11 de fevereiro e está assinado pela coluna Antonio José de Sucre das Farc, com atuação no sul do país.

Fontes indígenas afirmaram que os guerrilheiros mataram na semana passada 27 índios da etnia Awa.

cop/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG