Farc planejaram seqüestrar filhos de Uribe e de altos funcionários em 2007

Bogotá, 13 jun (EFE).- A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) planejou no ano passado seqüestrar os filhos do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, de um ministro e do procurador-geral, assim como tomar como refém a um assessor presidencial, informaram hoje meios de imprensa locais.

EFE |

Um documento divulgado pela "Radio Caracol" assinala que as Farc tinham um plano para seqüestrar em maio de 2007 os filhos do presidente e do assessor José Obdulio Gaviria.

Entre os objetivos também estava a filha do procurador-geral Mario Iguarán, assim como um dos filhos do ministro do Interior e Justiça, Carlos Holguín Sardi.

A emissora disse que o plano, supostamente elaborado pelo chefe rebelde "Adán Izquierdo", revela que está em andamento "um processo de informação de caráter estratégico relacionado com a possível retenção" dos familiares dos altos funcionários. EFE gta/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG