Tamanho do texto

Bogotá, 13 jun (EFE).- A guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) planejou no ano passado seqüestrar os filhos do presidente da Colômbia, Álvaro Uribe, de um ministro e do procurador-geral, assim como tomar como refém a um assessor presidencial, informaram hoje meios de imprensa locais.

Um documento divulgado pela "Radio Caracol" assinala que as Farc tinham um plano para seqüestrar em maio de 2007 os filhos do presidente e do assessor José Obdulio Gaviria.

Entre os objetivos também estava a filha do procurador-geral Mario Iguarán, assim como um dos filhos do ministro do Interior e Justiça, Carlos Holguín Sardi.

A emissora disse que o plano, supostamente elaborado pelo chefe rebelde "Adán Izquierdo", revela que está em andamento "um processo de informação de caráter estratégico relacionado com a possível retenção" dos familiares dos altos funcionários. EFE gta/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.