BOGOTÁ (Reuters) - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mataram cinco soldados após atacá-los com explosivos próximo à fronteira com o Equador, no momento que tropas erradicavam plantações ilegais de coca, matéria-prima da cocaína, informou o Exército no sábado.

A Colômbia conseguiu diminuir o poder das Farc sob o governo do presidente Álvaro Uribe, apoiado pelos Estados Unidos, mas a guerrilha, insurgência mais antiga da América Latina, ainda é uma força em áreas rurais, onde a presença do Estado é fraca.

" /

BOGOTÁ (Reuters) - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mataram cinco soldados após atacá-los com explosivos próximo à fronteira com o Equador, no momento que tropas erradicavam plantações ilegais de coca, matéria-prima da cocaína, informou o Exército no sábado.

A Colômbia conseguiu diminuir o poder das Farc sob o governo do presidente Álvaro Uribe, apoiado pelos Estados Unidos, mas a guerrilha, insurgência mais antiga da América Latina, ainda é uma força em áreas rurais, onde a presença do Estado é fraca.

" /

Farc matam cinco soldados perto da fronteira com Equador

BOGOTÁ (Reuters) - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mataram cinco soldados após atacá-los com explosivos próximo à fronteira com o Equador, no momento que tropas erradicavam plantações ilegais de coca, matéria-prima da cocaína, informou o Exército no sábado.

A Colômbia conseguiu diminuir o poder das Farc sob o governo do presidente Álvaro Uribe, apoiado pelos Estados Unidos, mas a guerrilha, insurgência mais antiga da América Latina, ainda é uma força em áreas rurais, onde a presença do Estado é fraca.

Reuters |

BOGOTÁ (Reuters) - As Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) mataram cinco soldados após atacá-los com explosivos próximo à fronteira com o Equador, no momento que tropas erradicavam plantações ilegais de coca, matéria-prima da cocaína, informou o Exército no sábado.

A Colômbia conseguiu diminuir o poder das Farc sob o governo do presidente Álvaro Uribe, apoiado pelos Estados Unidos, mas a guerrilha, insurgência mais antiga da América Latina, ainda é uma força em áreas rurais, onde a presença do Estado é fraca.

"Cinco soldados foram mortos em um ataque realizado pela Frente 48 das Farc, numa área rural", disse o Exército em um comunicado.

O ataque com explosivos e minas terrestres improvisadas aconteceu na província de Putumayo, próxima à fronteira com o Equador, no sul da Colômbia, onde rebeldes e narcotraficantes batalham pelo controle das plantações de coca.

A Colômbia é o maior exportador mundial de cocaína.

(Reportagem de Patrick Markey)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG