Farc matam 2 membros da Marinha na fronteira com Equador

Bogotá, 9 mai (EFE).- Prováveis guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) detonaram uma canoa carregada de explosivos matando dois membros da Marinha e deixando outros dois feridos no departamento (estado) de Nariño, na fronteira com o Equador, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Segundo um porta-voz da Brigada Fluvial de Infantaria da Marinha colombiana, o atentado ocorreu na sexta-feira à noite, quando supostos guerrilheiros das Farc detonaram uma pequena canoa quando estava perto de uma patrulha que se deslocava pelo rio Satinga, em Nariño.

Segundo o porta-voz, no ataque morreram os infantes da Marinha Carlos Romero Vega, de 30 anos, e Miguel Racines Castillo, de 27.

Os feridos, cuja identidade não foi revelada, recebem atendimento em um centro médico da região.

Tropas da Marinha e do Exército iniciaram operações na busca dos integrantes da frente 29 das Farc, que teria sido a responsável pelo atentado.

Grupos de narcotraficantes, assim como guerrilheiros, escolheram essa parte do país para transportar cargas de cocaína, já que na região existem muitos rios que desembocam no Pacífico, uma das rotas para levar a droga a vários pontos do continente. EFE ocm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG